A Polícia Civil está investigando um possível estupro de vulnerável em Conceição da Barra, no Norte do Espírito Santo. O caso veio à tona na última quarta-feira (18), quando a vítima — uma menina de oito anos — voltou da casa do pai, onde havia passado alguns dias. O relato dela à família é que motivou a investigação.

Segundo informações passadas pela Polícia Militar, a criança teria contado à avó paterna que o pai havia feito "coisas ruins" com ela durante o período em que a garota esteve com ele. Os abusos sexuais teriam sido cometidos enquanto a avó e o marido dela dormiam. Assim que soube, a avó teria levado a menina para a mãe.

Trecho de nota

"A menina ainda informou que tentava gritar, mas que o pai tapava a boca dela e fazia ameaças de agredi-la, caso contasse dos abusos sexuais para alguém"

Após ter ciência do que teria acontecido, a mãe da criança acionou a Polícia Militar na última quarta-feira (18). À corporação, ela disse que a filha passou cerca de duas semanas na casa do pai, a pedido dele, e que retornou "surpreendentemente", naquela tarde, junto da avó e do marido dela.

A avó contou à polícia que o filho (pai da menina) havia saído de casa pela manhã, dizendo que iria para uma entrevista de emprego. A mulher disse que, desde então, não conseguia falar com ele. "Buscas foram feitas, mas o homem não foi localizado. O Conselho Tutelar da região foi acionado e a ocorrência entregue à Delegacia Regional de São Mateus", disse a PM.

HOMEM ACABOU PRESO POR ROUBO

No dia seguinte, o pai da menina acabou preso por roubo, em uma fazenda em Pedro Canário, cidade também localizada no Norte do Estado. A vítima é um taxista, que teria sido chamado pelo homem para fazer uma corrida até a zona rural do município. Porém, ao chegar no ponto de partida, ele foi agredido pelo suspeito.

Segundo relato do taxista à Polícia Militar, o passageiro tentou asfixiá-lo, dizendo que queria dinheiro. Apesar de muito ferido, a vítima conseguiu fugir a pé do local e acabou sendo socorrida para um hospital. Enquanto os policiais procuravam pelo suspeito, um denunciante entregou o local em que ele estava escondido.

A denúncia foi feita pelo padrasto do pai da menina. Ele relatou que o enteado estava tentando fugir do Espírito Santo porque havia contra ele a denúncia de estupro da filha de oito anos.

O QUE DIZ A POLÍCIA CIVIL

Em nota, a Polícia Civil informou que o caso do possível estupro de vulnerável seguirá sob investigação da Delegacia de Polícia de Conceição da Barra e disse que nenhuma outra informação será repassada para não atrapalhar a apuração dos fatos. O pai da menina foi autuado em flagrante por roubo e encaminhado ao Centro de Detenção Provisória (CDP) de São Mateus.

Deixe seu Comentário