Lançado em março deste ano, o projeto Planos da Mata visa estruturar maior governança local sobre o território e, de forma participativa, viabilizar a construção de Planos Municipais de Conservação e Recuperação da Mata Atlântica (PMMA) em 35 municípios onde a Suzano atua na Bahia, Espírito Santo, Minas Gerais e São Paulo. Realizada pela Fundação SOS Mata Atlântica com o apoio Suzano, a iniciativa oficializou a parceria com prefeitos e abriu inscrições convidando interessados em atuar nos PMMA nestes municípios a participarem gratuitamente do Curso on-line voltado à construção do instrumento. No Extremo Sul da Bahia são nove os municípios participantes.


O objetivo é sensibilizar e qualificar atores locais, públicos e sociais, para atuarem na elaboração e monitoramento da implementação do instrumento, oferecendo ferramentas de gestão e participação social fundamentais para apoiar e efetividade da governança sobre esta e outras políticas públicas de conservação, recuperação e uso sustentável da biodiversidade local. Serão valorizadas as boas práticas em sustentabilidade realizadas nestes municípios, buscando transformar as iniciativas em políticas públicas locais, por meio do PMMA.

A capacitação via Curso on-line é gratuita e aberta ao público que tenha interesse em aprender sobre o plano, com vistas à atuação nos municípios contemplados pela iniciativa. Durante o projeto, serão realizadas também oficinas presenciais, com a participação da sociedade civil local, destinadas à construção participativa do instrumento do PMMA. As inscrições para o Curso on-line poderão ser realizadas por meio do Portal: www.pmma.etc.br


Com o protagonismo dessa iniciativa conjunta, o projeto espera ampliar os esforços para gestão qualificada do território, envolvendo a sociedade na construção de soluções transformacionais que ajudem na conservação, restauração e uso sustentável da biodiversidade, em um cenário de emergência climática, favorecendo a criação de um ambiente mais socialmente justo, ambientalmente amigável, economicamente viável, atrativo e promissor nos municípios envolvidos.

Municípios participantes – A iniciativa contempla nove municípios na Bahia (Alcobaça, Caravelas, Ibirapuã, Itamaraju, Lajedão, Mucuri, Nova Viçosa, Prado e Teixeira de Freitas); sete no Espírito Santo (Aracruz, Conceição da Barra, Montanha, Cachoeiro de Itapemirim, Pedro Canário, Pinheiros e São Mateus); quatro em Minas Gerais (Ladainha, Poté, Malacacheta e Teófilo Otoni); e 15 municípios do estado de São Paulo (Alumínio, Angatuba, Capão Bonito, Guararema, Itapetininga, Itapeva, Itararé, Itatinga, Jacareí, Jambeiro, Paraibuna, Pilar do Sul, Santa Branca, Salesópolis e São Luiz do Paraitinga).

“A SOS Mata Atlântica espera aumentar o número de PMMA e a participação da sociedade civil nos processos participativos para sua construção, estruturando maior governança no planejamento do território, garantindo que interesses da sociedade estejam contemplados no âmbito de políticas públicas locais que determinam o futuro e a qualidade de vida nestes municípios. De maneira integrada com a sociedade civil local, iniciativa privada e o poder público municipal, teremos mais condições de alinhar propostas viáveis que sejam favoráveis a conservação, restauração e uso sustentável do bioma”, destaca Beloyanes Monteiro, Coordenador de Mobilização da Fundação SOS Mata Atlântica.

A partir do projeto Planos da Mata a Suzano, que já promoveu a recuperação de mais de 32 mil hectares com o plantio de mais de 10 milhões de árvores nativas da Mata Atlântica nas regiões onde atua, espera potencializar os esforços para proteção deste bioma. Segundo dados da SOS Mata Atlântica, o bioma conta hoje com apenas 12,4% da sua cobertura original e iniciativas como o Planos da Mata espera contribuir para melhorar esse índice.

 “A Suzano espera ampliar os esforços para manutenção da Mata Atlântica a partir da construção dos Planos Municipais de maneira integrada com a sociedade civil organizada local e o poder público municipal, e assim contribuir para alavancar a agenda de restauração, conservação e uso sustentável do bioma nestes municípios”, destaca Marcelo Gomes, Gerente de Sustentabilidade da Suzano.

Para saber mais sobre a iniciativa: PMMA - Planos Municipais da Mata Atlântica

Por Benahia Figueiredo

Deixe seu Comentário